Victoria capa

Victória Goiano

Victória Goiano

É bisneta da saudosa Luíza Algenia Goiano que recebeu como homenagem póstuma seu nome eternizado na Vila Luíza no bairro da Marina, aonde morava e o qual é também endereço da jovem Vitoria Goiano.
No passado a rua de Dona Luíza Algenia Goiano não existia, era só um caminho ao meio do mato, a casa ficava de baixo de um pé de amendoeira, não tinha luz naquela época, e a iluminação caseira era por conta do lampião à querosene e a gás, o qual deixava a casa cheia de cinzas pela manhã e com fumaça.
Nos dias de fazer as compras nos mercados, dona Luíza como quase todos, faziam os percursos andando a pé, até o trevo para chegar a Cabo Frio, e quando o itinerário era pegar ônibus para ir à Macaé, dona Luíza e os demais caminhavam até Unamar de baixo de sol quente ou de chuva, para embarcar no ônibus. Quando estudantes colocavam seus cadernos em sacolas de arroz para que a chuva não viesse a molhar e estragasse os mesmos.  O marido de dona Luíza Algenia Goiano chamava-se Ezilio Goiano, morava na Rasa por ser muito conhecido também e em sua homenagem deram a rua seu nome.
Escolhemos a jovem Vitória Goiano para editar essa matéria a qual esperamos registrar esses fatos que tem valor histórico para a cidade que no passado era uma cidade em que seus moradores eram agricultores e pescadores e junto a isso guardam riquezas de informações históricas e que aqui registramos uma pequenina parte.
.
Victoria Goiano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *