Recurso de Justiça

Dr. André Granado prefeito até 2020

O Eleito pelo Povo é um Vencedor

Armação dos Búzios no Ano de 2012 elegeu o cardiologista André Granado para prefeito. O eleitor sem saber, elegia o Melhor Prefeito que Armação dos Búzios já teve.

Não tardou para que uma oposição profissional começasse a atacá-lo de forma desumana e constante. Com caluniosas ações por parte da oposição, o prefeito e sua equipe conseguiam desfazer as ações de ataque por que eram vitimas. Muitos cidadãos vendo a gestão de construção da cidade, se colocaram em defesa do médico e prefeito André Granado. E essa ação de defesa, o governo a colocava como fácil, porque Dr. André Granado antes do término dos quatro anos de sua gestão, chegava à marca de 100 Obras em 1000 Dias.

E com o engajamento dos cidadãos/eleitores o Dr. André foi reeleito em outubro de 2016. A oposição profissional que em 2012 foi derrotada,  desta feita se fragmentou em frentes na expectativa de alcançar a vitória, mas nem assim, teve êxito, pois, quem vencia as eleições não era apenas o Dr. André, e sim: – O Projeto de Governo.

Os ataques não cessaram. A oposição, agora se apresentava com várias facetas, e com a convicção doentia de que a campanha politica não havia findado, sem se importar com a cidade, abusava de suas traquinagens para atacar o governo. Destes ataques está registrada uma tentativa de golpe, uma tentativa de impeachment e agora com forças desconhecidas, conseguem um “feito”, através de uma peça que anteriormente já teria sido julgada por um desembargador à favor do prefeito.

Em resumo, e para não deixar os moradores e cidadãos em dúvidas, coloco que o prefeito eleito pelo voto popular Dr. André Granado e o vice-prefeito Henrique Gomes continuarão seus mandatos até o ano de 2020, conforme vontade popular.

Em Nota Oficial – “Trata-se de uma decisão em recurso contra expedição do diploma, em que a eficácia depende de julgamento colegiado do TSE em Brasília. O prefeito não está inelegível por força desta decisão e continua no cargo. Temos plena convicção de que o Tribunal Superior irá reformar esta decisão”

 

.Buzin Buzios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *