Julio CEsar

Julio Cesar Soares de Espíndola

Um dos maiores goleiros do Brasil e do Mundo

Com seis clubes e quase 30 Títulos na carreira, Julio Cesar se despede do futebol com a sensação de dever cumprido. E não somente pelas conquistas no gramado: “- Foram 21 anos brilhantes; de muitos altos e baixos, mas coleciono mais momentos felizes do que tristes; fiz um resumo rápido e achei que era o momento; temos que valorizar cada momento; a vida não é só de momentos legais, especiais; há os dois lados da moeda. Procuro analisar friamente o quanto errei e aprender para errar menos daqui para frente. Sou um cara privilegiado por ter tantas pessoas que me acompanharam, estiveram ao meu lado, vibraram, torceram, choraram…


Julio Cesar Soares de Espíndola
, mais conhecido como Julio Cesar nasceu em Duque de Caxias, 3 de setembro de 1979. Atualmente, joga pelo Flamengo.Em 20 09, a IFFS nomeou-o como o terceiro melhor goleiro do Mundo, atrás apenas de Iker Casillas e Gianluigi Buffon. Ele também foi premiado como o melhor goleiro do Campeonato Italiano em 2009 e 2010. Ele foi nomeado para o Ballon d’Or de 2009 e foi o 21º jogador mais bem colocado, sendo o 2° melhor goleiro da lista; Casillas, em 16° lugar, foi o goleiro mais bem colocado. Em março de 2018, ele apareceu na 9ª posição dos Melhores Goleiros do Século XXI, além de ser o único brasileiro, em uma lista elaborada pela revista inglesa FourFourTwo.

Em junho de 2016, o jornal inglês “Daily Mail” elaborou um ranking com os jogadores mais vitoriosos em atividade naquele momento. Julio Cesar apareceu no topo da lista.

 

Flamengo

Aos 12 anos de idade, Julio Cesar chegou ao Flamengo pra fazer um teste, e passou. Aos 17 anos foi promovido pro time profissional e conquistou quatro Campeonatos Cariocas (1999, 2000, 2001 e 2004), 1 Copa dos Campeões Mundiais (1997), 1 Copas dos Campeões (2001), e uma Copa Mercosul (1999).

Caiu nas graças da torcida logo na estreia, em 1997, num Fla x Flu, em que defendeu até pênalti. De 1997 a 2000, foi reserva de Clemer. Em 2000, assumiu a titularidade da meta do Flamengo durante a Copa João Havelange, com um estilo firme de defender e boa devolução de bola.

As boas atuações com a camisa do Flamengo renderam a Julio Cesar a primeira convocação para a Seleção Brasileira, em 2002. Suas defesas foram determinantes para que o Flamengo ostentasse até hoje um posto entre os clubes que nunca foram rebaixados no futebol brasileiro, já que a degola passou perto em 2001, 2002 e 2004.[8]

Sua melhor partida com a camisa do clube foi o 2º jogo da final do Carioca de 2001, quando Julio Cesar foi o grande nome do jogo, fazendo grandes defesas. Após o jogo, ainda no vestiário, o goleiro interrompeu uma entrevista ao vivo de Beto para fazer uma provocação a Eurico Miranda, que, segundo ele, já tinha reservado a festa para os vascaínos.

Em 2003, Julio Cesar se envolveu numa polêmica durante uma partida contra o Fluminense. Quando o Flamengo perdia por 4×0, Julio Cesar, após fazer uma defesa, soltou a bola no chão, saiu jogando e driblando vários jogadores adversários, até sofrer falta do zagueiro Zé Carlos, na ponta esquerda de ataque. Esta atitude foi duramente criticada pelo então treinador da equipe, Evaristo de Macedo, que o chamou de burro. Segundo o próprio jogador, ele fez aquilo porque estava desesperado e se sentindo impotente; “O Fluminense estava colocando a gente na roda e eu queria ajudar meus companheiros, que passavam por uma situação difícil. Extravasei porque estava triste e magoado, mas já me desculpei no sábado mesmo“, declarou, à época, à Rádio Brasil.

No começo de 2005, deixou o Flamengo com 284 jogos oficiais na bagagem, e transferiu-se para a Inter de Milão. Segundo dados de Paulo Vinicius Coelho, destas 284 partidas oficiais, foram 122 vitórias, 70 empates e 92 derrotas.

Os 284 jogos disputados pelo clube fizeram de Julio Cesar o terceiro goleiro com mais jogos pelo clube, atrás apenas de Cantarelli (557) e Zé Carlos (352).

 

Inter de Milão

 

Então, veio o reconhecimento internacional, que o levou a transferir-se para a Inter de Milão em 2005. O que parecia um passo a frente, virou decepção. Nos primeiros seis meses, Julio foi emprestado ao pequeno Chievo Verona também da Itália, mas não recebeu, uma chance sequer de jogar pelo Chievo. Depois, Julio voltou de férias pra Internazionale.

Em sua primeira temporada na Inter, Julio Cesar já era titular.Ganhou um voto de confiança do técnico Roberto Mancini, tornando-se rapidamente uma das principais peças da equipe Nerazzurri e deixando o já em fim de carreira Toldo, que também fora ídolo do time por muitos anos, no banco de reservas.

O Auge

Em sua mais vitoriosa e principal temporada pela Inter, 2009–2010, conquistou a Tríplice Coroa, com os títulos da Liga dos Campeões da UEFA, Copa Itália e Serie A. No dia 26 de agosto de 2010, foi eleito ainda o Melhor Goleiro do futebol europeu na temporada, recebendo o prêmio na cerimônia de sorteio dos grupos da Liga dos Campeões da temporada seguinte.

Queens Park Rangers

Aos 32 anos, o goleiro acertou sua transferência para o Queens Park Rangers no dia 29 de agosto de 2012, assinando um contrato válido por quatro temporadas.] Fez sua estreia pelo QPR contra Chelsea 15 de setembro. Ele rapidamente se estabeleceu como o primeiro goleiro da equipe, deixando o companheiro recém-contratado do QPR, Robert Green no banco de reservas.

Depois de muitas boas atuações em jogos ao longo da temporada, o Queens Park Rangers foi rebaixado em 28 de abril de 2013, em um empate em 0–0 com o Reading. Julio Cesar ficou fora do primeiro jogo do time no que levou ao rebaixamento contra o Stoke City.

O treinador do QPR Harry Redknapp optou em dar a titularidade a Green. Após nove meses sem ser relacionado para um jogo pelo Queens Park Rangers, Julio Cesar foi relacionado como titular para o jogo contra o Everton, mas não evitou a goleada por 0–4 que eliminou o time na Copa da Inglaterra.

Toronto FC

Em 14 fevereiro de 2014 o Toronto FC, clube canadense que disputa a Major League Soccer, anunciou sua contratação por empréstimo, cujos termos não foram divulgados. Utilizou o dorsal número 30. Estreou pelo clube em cinco dias depois em um torneio de pré-temporada, o Walt Disney World Pro Soccer Classic, na partida em que o Toronto perdeu de 1-3 para o Columbus Crew, com Julio como titular o jogo inteiro. Na MLS estreou em 16 de março na vitória por 2-1 sobre o Seattle Sounders. Em 25 de julho o clube anunciou o fim do empréstimo.

Benfica

Em 19 de agosto de 2014 foi contratado pelo Benfica por duas temporadas, estreando em 21 de setembro contra o Moreirense pela Primeira Liga de 2014–15. Titular na equipe, lesionou-se a partir de março de 2016 sendo substituído pelo também brasileiro Ederson. Em 29 de maio do mesmo ano renovou seu contrato até 2018.

Retorno ao Flamengo

Em 29 de janeiro de 2018, foi anunciado seu retorno ao Flamengo por três meses, com um contrato simbólico, no valor de 15 mil reais e usará a camisa 12, anteriormente aposentada em homenagem à torcida. Depois de 13 anos voltou a vestir a camisa do Flamengo diante do Boavista pelo Campeonato Carioca, sendo titular e o capitão do time Rubro-Negro na vitória por 3 a 0.

Seleção Brasileira

Júlio Cesar com o prêmio de Melhor Goleiro da Copa das Confederações com seu filho Cauet.

 

Julio Cesar foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira no ano de 2002, em 2003 foi convocado para a Copa das Confederações para ser reserva de Dida. Estreou como titular no ano seguinte, em 8 de julho de 2004, contra o Chile na Copa América de 2004.

 

Atuou pela Seleção Brasileira também durante as eliminatórias das duas Copas do Mundo seguintes, sendo convocado para ocupar a vaga de terceiro goleiro na edição de 2006 e de titular na edição de 2010. Nesta última, o Brasil foi eliminado perdendo por 1–2 para a Holanda e ele próprio reconheceu que cometeu uma falha no primeiro gol holandês. 

 Retornou a lista de convocados em janeiro de 2013, quando foi lembrado por Luiz Felipe Scolari para integrar o elenco que enfrentou a Inglaterra em 6 de fevereiro. Declarou que, apesar da opção de Mano Menezes de não chamá-lo mais após a Copa América de 2011 e de jogar pelo pequeno Queens Park Rangers: “Nunca desisti de jogar pelo Brasil”

 

Em 14 de maio de 2013, foi convocado para a Copa das Confederações no Brasil. Em 26 de junho de 2013, na partida contra Uruguai válida pela Copa das Confederações, Julio Cesar defendeu o pênalti cobrado por Diego Forlán que ajudou o Brasil a se classificar para a final da competição, no final o Brasil venceu por 2–1, e na partida final da competição contra a Espanha, Julio Cesar não sofreu gols e o Brasil venceu por 3–0 e conquistou a Copa das Confederações 2013.

Copa do Mundo de 2014

Convocado para a Copa do Mundo de 2014 foi titular em todas as partidas da Seleção. Nas oitavas-de-finais da Copa do Mundo de 2014 contra o Chile, que terminou empatada no tempo normal, defendeu duas cobranças na disputa por pênaltis, e foi eleito o melhor jogador em campo. Entretanto, na semifinal contra a Alemanha, sofre sete gols no chamado Mineiraço e declarou: “Preferia 1 a 0 com um erro meu do que 7 a 1”. Na disputa pelo terceiro lugar contra a seleção Holandesa sofreria mais três gols na derrota por 0–3.

Fim de carreira na Europa

Julio Cesar é patrocinado pela NIKE. Em tom emocionado, no dia 28 de novembro de 2017, Júlio anuncia perante os seus companheiros e colegas no balneário do benfica que rescindiu o seu contrato que o ligava ao clube das águias até junho de 2018. “O meu caminho termina aqui, mas o vosso continua…” assim proferiu.

Fim de Carreira no Brasil

Este jogo de de hoje, 21 de abril de 2018, pelo Campeonato Brasileiro, contra o América de MG, é o que marca o fim da carreira nos gramados.

Julio Cesar que teve os momentos marcantes no Flamengo, na Inter de Milão e na Seleção Brasileira e que veio para jogar apenas o Campeonato Carioca, esperando encerrar sua carreira no Flamengo com o Título de Campeão; pois o Flamengo tinha de sobra o melhor time do Rio, encerra hoje nesse jogo festivo e pelo Brasileirão.

Futebol nem sempre é lógico e o time do Flamengo perdeu o Campeonato Carioca nas quartas de finais. Julio Cesar só foi escalado para um jogo, o qual saiu vencedor. Em sua chegada muitos falaram em espandir o contrato até o fim do ano, do Brasileirão, mas Julio Cesar encontrou um Flamengo diferente e um Rio de Janeiro com um altíssimo índice de criminalidade, chegando ao termo de “Caos”; sendo assim, acreditamos que o bom senso levou ao resultado que foi mesmo encerrar a carreira e voltar para Portugal para o ceio de sua família.

Obrigado Grande Goleiro Rubro Negro! Obrigado Júlio Cesar!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *