Capa Zico

Baixinho pisa na Bola e Zico marca

Zico marca mais um golaço fora dos gramados…

Em entrevista recente concedida ao canal “Desimpedidos”, do Youtube, o ex-jogador Romário fez elogios ao antigo desafeto Zico, mas disse que se considerava mais importante que o Galinho na Seleção Brasileira entre outras colocações… Bom, Zico parece não ter gostado da declaração do Baixinho.

“Eu não entendo por que “jogador de clube” […] o Romário ganhou uma Copa do Mundo. É diferente. Mas eu não faço distinção entre jogador de clube e de seleção. Pô, eu também fui jogador de seleção, conquistei coisas com a seleção. Disputei três Copas do Mundo. Quem é o terceiro maior artilheiro da seleção? Quem é o único que disputa a artilharia e não jogava de atacante como eles? Então, que história é essa de “jogador de clube”? Eu perdi um jogo oficial com a seleção brasileira [contra a Itália, em 1982]. Um! Um! Que jogador de clube é esse? É injusto quando falam que fui só jogador de clube. Não ganhei Copa, mas as pessoas precisam respeitar minha história na seleção”, disse o Galinho.

Zico não parou por aí. Ele classificou como “ridículo” o fato de jogadores que não conquistaram o Mundial serem desvalorizados; “- Eu acho ridículo. O que importa é tua carreira. Ganhar ou perder faz parte do jogo. Não troco uma Taça Guanabara que ganhei com o Flamengo pela Copa do Mundo. O que dizer do Di Stéfano, Cruyff, Puskas? Vai falar o que de Messi e Cristiano Ronaldo? E aí? Estou em boa companhia, não? Eles não deixam de ser os craques que são porque não ganharam Copa do Mundo”, finalizou.

Zico jogou três Copas do Mundo, na Argentina em 1978, na Espanha em 1982 e no México em 1986; fez 88 jogos pela Seleção Brasileira e marcou 66 gols em jogos oficiais. Foi eleito como o 3º maior futebolista brasileiro do Século XX (atrás apenas de Pelé e Garrincha), e o 3º melhor entre todos do Mundo, segundo a Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). É um dos quatro brasileiros a figurar no Hall da fama da FIFA (os outros são Pelé, Garrincha e Didi). Foi eleito pela própria Federação Internacional de Futebol (FIFA), o 8º maior jogador do século, o nono maior jogador do século XX pela revista France Football. É o maior artilheiro da história do estádio do Maracanã, com 333 gols em 435 partidas. Foi Campeão do Mundo pelo Flamengo em Tókio.

 

Seleção Brasileira

Valdir Peres, Oscar, Edinho, Falcão, Luizinho, Junior, Dirceu, Socrates, Serginho, Zico e Eder

Fonte:Extra/Globo

.Souza e associados adv

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *