Guardas Municipais agem contra cidadão

As imagens em vídeos nos deixam perplexos, a forma truculenta e desnecessária de mais de cinco GMs de Búzios contra o cidadão tradicional da cidade Chita de Sá, que classificamos como algo inaceitável!

Já não é a primeira vez que GMs de Búzios agem de forma fria e sem necessidade; no verão de 2015 e principalmente 2016, foram implacáveis na ação de rebocar veículos estacionados fora do meio fio azul, é isso mesmo, os turistas chegavam e estacionavam seus carros em pontos que o meio fio não estava pintado de azul, e os GMs de Búzios sem nenhuma forma amigável e lógica acionavam o reboque, e aquele turista, muitos com famílias e crianças ou idosos, tinham que retirar seus carros no dia seguinte no deposito municipal, alguns eram rebocados na sexta-feira a noite e os proprietários só podiam rever seus carros na segunda-feira. Uma ação fria, desumana e sem nenhum processo educativo, pelo contrário apenas para causar prejuízos e de certa forma mandar o recado entendido – Não venham mais!

Com cidadãos temos também relatos tais como:

… o de uma proprietária tradicional da cidade e da Rua das Pedras, que tem sua loja na altura do shopping N° 1 e ao entrar com seu veículo na Rua das Pedras – Pier Municipal as quatoze horas – teve que manter seu carro em velocidade mínima, pois nesse horário na Alta Temporada a rua está com grande movimentação turística, ela foi acompanhada por uma GM que caminhava observando seu carro, quando a empresária chegou a sua loja e começou a descarregar, a GM lhe multou por ultrapassar os 15 minutos permitidos, ora a proprietária levou mais de dez minutos para chegar a sua loja.

… como o da proprietária há mais de 30 anos de La Basque na Rua das Pedras, que teve por parte da GM dificuldade de entrar com seu veículo com sorvetes em recipientes de isopor para abastecer sua loja; os GMs não permitiam sua entrada por estar ela minutos fora do horário permitido, depois de muito se desgastar e ver sua mercadoria derreter, conseguiu via celular uma intervenção do Gabinete do Prefeito que a autorizou entrar.

… um morador da Rua das Pedras teve um desgaste com GMs para poder com sua moto ter acesso a sua residência.

… eu mesmo já recebi uma multa por trafegar as 11 horas da manhã na contra mão em plena Rua das Pedras, um fato inexistente, inaceitável; todos os comerciantes da Rua das Pedras sabem que não passo por lá, não tenho nenhuma necessidade de acesso com automóvel naquele trajeto, principalmente na contra mão.

… como no episódio na Rua Manoel Turíbio de Farias que dois filhos agiram contra um GM em defesa de seu pai, outro empresário proprietário e tradicional do Centro da cidade; os dois acabaram por responder na Justiça como se criminosos fossem.

Esses são alguns exemplos de uma Guarda Municipal que desconhecem cidadãos tradicionais da cidade, são frios, são incessíveis, são desumanos e estão bem próximas das guardas dos ditadores dos países comunistas da América Latina que vemos nos noticiários.

Na verdade a GM tem como função municipal a proteção do Patrimônio Público e a amabilidade com cidadãos e turistas; dar a esses SERVIDORES PÚBLICOS poderes que não estão preparados; acaba por causarem essas ações descabidas; imaginem se já estivessem com as armas que tanto almejam, provavelmente Chita de Sá estaria morto. É fato que quando se repassa poderes as GMs, o que acontece geralmente são fatos como esses e que os noticiários de todo Brasil nos mostram.

Contra Turistas e Cidadãos

Não temos conhecimento de nenhuma ação da Guarda Municipal contra delinquentes e criminosos; a atitude que tomaram, por exemplo, contra o cidadão tradicional Chita Sá – Presidente da Colônia de Pescadores nunca existiu contra traficantes que utilizavam a Praça Santos Dumont com muito conforto, contra um delinquente que agredia turistas na Rua das Pedras, e muito menos quando recebem pedidos de socorro de vendedoras por alguma ação nas lojas em que trabalham e etc. Sempre se escusam dizendo que não é função deles; mas agir truculentamente e sem necessidade contra cidadãos da cidade e turistas eles fazem e fazem em grupos.

O Episódio com o Presidente da Colônia de Pescadores Chita de Sá

Quando o presidente da Colônia de Pescadores Chita de Sá tentou entrar na Rua das Pedras em direção a Colônia (a Colônia fica na Rua das Pedras) com seu carro carregado e pesado; o mesmo teria sido impedido pela Guarda Municipal, o que gerou um pequeno bate boca, que segundo o presidente da Colônia Chita de Sá, sem desacato e sempre com o respeito devido da parte dele, mas sem se deixar esquecer-se de seus direitos Constitucionais de Cidadão, e assim, ele acabou passando, mas com medo de alguma represália voltou para perguntar o por que daquela ação contra ele, pois é seu costume passar de carro por ali; foi quando começou outro bate boca que segundo o presidente da Colônia de Pescadores Chita de Sá, apenas respondia no mesmo tom de voz ao qual os GMs se dirigiam a ele. Em dado momento resolveu ir embora, ao virar as costas, um dos GMs o xinga com um palavrão de baixo calão, quem conhece Chita de Sá, sabe que no mínimo a resposta viria a altura, e foi o que ocorreu, ele respondeu com o mesmo palavrão, nesse momento recebe voz de prisão, seguida da forma bruta, truculenta e desnecessária, principalmente por ser o presidente da Colônia um senhor de 54 anos e que estava com o neto de três anos.

Segundo Chita de Sá, as agressões que sofreu através de força excessiva e desnecessária, sem que ele em momento nenhum esboçar qualquer reação física em sua defesa; e assim, lhe foram:  chute, tapa na cara, spray de pimenta, foi jogado ao chão e algemado. Nos diversos vídeos, dá para ouvir Chita de Sá gritando que estava com o neto de 4 anos e nem isso eles respeitaram; “… é muito triste as pancadas que levei, a agressão física que sofri, mas nada é comparado a vergonha que passei por tudo acontecer diante do meu netinho de 4 anos de idade, que assistiu a tudo; e das muitas pessoas que me conhecem e assistiram a tudo no momento… estou com muita vergonha, hoje entendo o que é a agressão psicológica” nos falou o presidente da Colônia de Pescadores Chita de Sá.

Os GMs colocaram Chiata de Sá na viatura da Guarda Municipal e o levaram a 127ª DP, e lá chegando cada qual deu seu depoimento e Chita de Sá foi liberado.

Cabe punição

É verdade, a chefia municipal da Guarda tem a possibilidade de abrir um processo administrativo e punir com o desligamento do quadro de servidores públicos do município, tais GMs que forem pegos agindo fora do aceitável e quando agirem de forma considerada negativa para as funções de dever da corporação ou quadro funcional. O que sabemos é que nunca um GM foi punido por abuso de suas atribuições; e somos nos cidadãos que pagamos altíssimos impostos por ser Armação dos Búzios o m² mais caro da Região é que ficamos entregues a condição de sermos rotulados por estes como CRIMINOSOS e/ou MARGINAIS, pois, fomos duramente agredidos ao bem da Lei!

Os videos falam por si só!

1º Video – Ação Truculenta da GM contra Presidente da Colônia de Pescadores 

2 º Video – Depoimento de Chita de Sá 

Presidente da Colônia de Pescadores Chita de Sá já medicado.

Presidente da Colônia de Pescadores – Tradicional Cidadão conhecido e querido do Centro da Cidade, com seu netinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *