Frederico Candido, Para  a Reserva do Exército Brasileiro

Eu o conheci quando nasceu, filho da minha querida tia materna Infantina e do Tio Bonfim. Frederico desde menino já sabia que sua carreira seria de um oficial do Exército Brasileiro e assim foi.

Cursou o Colégio Militar e a Acadêmia de Agulhas Negras, e como cadete chegou em uma brilhante carreira a Coronel do Exército Brasileiro.

Agora tenho o orgulho, e é essa a palavra correta – Orgulho, de publicar sua decisão de sair da ativa para a reserva.

“No útimo dia 27, me despedi oficialmente do serviço ativo do Exército Brasileiro. Na realidade, estarei na Reserva Remunerada a partir de 1º de janeiro.
Foram mais de 30 anos de suor e lágrimas. Mas também foram, inequivocamente, anos de muitas alegrias. E essas, superaram em muito a quantidade de dias difíceis vividos.
Não quero fazer “textão” aqui motivado pela transferência para a reserva em si. Mas não posso deixar de agradecer.
Já fiz isso pessoalmente a algumas pessoas, mas não poderia deixar de estender esse agradecimento a quem devo homenagear por essa honra que me foi concedida.
Agradecendo inicialmente a Deus, por me permitir realizar o sonho de ser Oficial do Exército Invicto de Caxias, à minha família – família fantástica, que mesmo distante sempre me apoiou incondicionalmente. Agradeço aos meus pais por me incentivarem e me colocarem “na rota” e no azimute dos meus sonhos! Esses dois são e sempre serão incríveis e insubstituíveis! Agradeço aos meus irmãos da Turma General ErnanI Ayrosa da Silva (AMAN 1991), incentivadores e partícipes de todos esses momentos. Todos sabemos o porquê de nos tratarmos como irmãos!
Agradeço aos muitos amigos e irmãos das Organizações Militares nas quais servi e muito especialmente aos irmãos com quem ombreei em operações das mais variadas envergaduras. Também não os considero irmãos em vão!
Muito obrigado a todos!”

E em outro momento ainda escreve ele, o Coronel Frederico Candido;

“OOp FINAL (fracionada):
– Inserção: 220900P FEV 1988
– Tropa amiga: Turma Gen AYROSA na mesma Z Aç, todo o EB nos flancos, retaguarda e vanguarda.
– Tropa Inimiga: meus próprios limites, medos e inseguranças. Todas as demais frações Ini foram abordadas em equipe, minimizando suas potencialidades até o limite da ultrapassagem de suas posições e o aproveitamento do êxito, perseguição e eliminação no O1.
– Extração: 312359P DEZ 18
– Destino final: ZReu RR
– Prescrições Diversas: foi uma honra e um privilégio! Ser Soldado é mais que profissão! É missão de grandeza!
BRASIL ACIMA DE TUDO!”

Em sua carreira sempre levou a família com ele, num gesto simples, mas amoroso; “Ao longo desses anos… levei todos vocês comigo… Meu nome de guerra é FREDERICO… Mas meu codinome de emprego em situações reais e e sempre será SAMUCA… uma homenagem minha ao Vô Samuel… Meus irmãos de combate me chamam de SAMUCA… e quando isso acontece, trago toda a família comigo no codinome…”

Agora movido pela emoção, me permito a imaginar, ainda que de forma romântica, que grande é a alegria dos meus tios, Bonfim e Infantina, e por que não do fantástico Jorge… É, no amor em Cristo Jesus, na Sua Magestosa Missericórdia e Milagrosa, acredito que isso possa estar acontecendo em algum lugar do Paraíso Divino, que não conhecemos.

Parabéns Primo Fred.

Coronel Frederico Candido do Exército Brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *