Casal Homossexual é o Criminoso

Duas mulheres homossexuais – Rosana Auri da Silva Cândido e Kacyla Pryscila Pessoa – que vivem de forma homoafetivo cometeram um crime bárbaro contra uma indefesa acriança, um menino, filho de uma delas, de apenas 9 anos. Assim morreu Rhuan após se ajoelhar sem saber o que estava acontecendo.

O crime

A criança foi morta de forma brutal. Foi acordada para morrer. Após constatarem a morte do menino com vários golpes de faca, esquartejaram o corpo. O menino teve seu rostinho desfigurado pelo calor de uma churrasqueira que há na casa. O rostinho do menino irreconhecível, tendo sido destruído os olhinhos, o narizinho e toda sua face.

A mãe disse que deu a primeira facada. Rhuan teria, então, se postado de joelhos. Segundo o depoimento, Kacyla chegou por trás e tentou “apagar” a criança com um pano embebido em acetona. Na sequência, Rosana acertou mais três facadas nas costas do menino e o decapitou.

Depois desse ato bárbaro as duas colocaram os pedaços do corpo do pequenino menino de 9 aninhos, em uma mala e em duas mochilas.

Flagrada

No dia primeiro de junho de 2019, um grupo de meninos e rapazes, que jogavam futebol percebeu Rosana (a mãe do menino) deixando uma mala em um bueiro, quando a mulher se afastou eles por curiosidade foram ver do que se tratava dos restos mortais de alguém, e ao constatarem o crime chamaram a Polícia Militar.

Isso ocorreu as 01h30 do sábado – 01/06/2019, em Samambaia Norte DF. Compareceram também ao local o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil.

Prisão

A Justiça do Distrito Federal converteu em preventiva, por tempo indeterminado a prisão das duas mulheres por matar e esquartejar um menino de 9 anos, filho de uma delas. A criança foi morta na casa delas, no dia 31/05/2019.

Rosana Auri da Silva Cândido, de 27 anos, mãe do menino e Kacyla Pryscila Santiago Damasceno Pessoa, 28 anos, companheira homoafetivo cometeram o crime.

Na ocasião da prisão das duas foram encontradas duas mochilas com o restante dos restos mortais do menino. Também foi encontrada uma menina de oito anos que estava sequestrada pela mãe Kacyla, e que teria assistido ao crime e contado a policia; a menina foi encaminhada ao Conselho Tutelar.

Kacyla (a esquerda) e Rosana foram presas logo após o assassinato. Segundo a Polícia a menina seria a próxima vitima das duas.

Sequestradoras foragidas

Segundo o delegado Guilherme Melo, que investiga o caso, Rosana e Kacyla são naturais de Rio Branco, no Acre, e fugiram de lá com as crianças sequestradas há cinco anos, depois que perderam a guarda dos filhos para os pais.

Segundo o pai da menina, o servidor público Rodrigo Oliveira, a filha foi sequestrada pela mãe, Kacyla Pryscila Pessoa, em dezembro de 2014. O pai da menina disse que a última vez que viu fotografias da criança foi em 2017, em uma rede social. A família fazia buscas constantes na internet com a ajuda do avô do menino assassinado.

O que há com o Brasil?

O caso da vereadora Mariele foi massificado pela Rede Globo em seus telejornais diários, o que não foi feito com nenhum dos outros políticos assassinados. Esse bárbaro crime o telejornal da Globo não deu nenhum destaque, por quê?
Fonte:
https://www.metropoles.com/distrito-federal/mae-e-companheira-matam-degolam-e-esquartejam-filho-de-9-anos-no-df
.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *