Maldade de Diego Ribas, Vitinho e Everton Ribeiro!

Flamengo é derrubado pelos três

Um novo estilo de jogo, onde o novo treinado do clube impõe um sistema de jogo que leva a Torcida do Flamengo ao delírio.

Ontem o Flamengo manteve o mesmo estilo colocado pelo treinador português Jesus e começou o jogo como na última goleada imposta sobre o time do Goiás (6X1).

Flamengo foi melhor no primeiro tempo, mesmo com a saída precipitada por causa de uma lesão que tirou o Arrascaeta de campo. O time finalizou mais e teve três chances reais, entre elas uma bola na trave de Lincoln, contra apenas uma do Atlético-PR.

A saída de Arrascaeta aos 13 minutos, porém, fez a equipe cair na sequência. Os cariocas voltaram do intervalo, com Berrío no lugar de Lincoln a partir dos 13 minutos, mantiveram a postura ofensiva. Aos 16, saiu o primeiro. Vitinho fez ótima jogada. Balançou na frente de Jonathan, o driblou e cruzou. Everton Ribeiro ajeitou de cabeça, e Gabigol apareceu do nada e marcou com um toque de primeira.

Quando o Flamengo seguia em busca do segundo gol, aos 31 minutos um erro no campo ofensivo não foi perdoado pelo Furacão, que conseguiu ótimo contra-ataque. Bruno Nazário achou Rony, que disparou e deixou tudo igual no Maraca com um chute rasteiro.

O time apresentava um Diego Ribas conhecido com visão de jogo (para ele) que não levam o time a marcar, pois ele não coloca ninguém na cara do gol. Everton Ribeiro errava muito… e Vitinho deixava claro que sua contratação foi no mínimo uma ação apadrinhada, não tem futebol para tal investimento.

E foram os três que de maneira displicente bateram os pênaltis que mais pareciam os “perebas das peladas de bairros”. A leitura que fazemos é que Diego e Everton que sentiram que suas posições de titulares no time podem ser perdidas para os novos contratados, simplesmente fritaram o novo treinador; que agora terá que saber coloca-los em campo.

O camisa 10 que em três decisões de penalidade derruba o Flamengo de forma displicente ou proposital…

 

Diego Ribas em três ocasiões já detonou o Flamengo em decisões de pênalti: contra o Palmeiras, o Cruzeiro e ontem contra o Atlético-PR. Se o Flamengo tem esses jogadores que não decidem a favor do time quando mais se precisa deles, para quê mantê-los no elenco.  Que a diretoria entenda isso e os vendam!

Não podemos aceitar jogadores que ganham o que ganham, cobrem tão mal uma penalidade em decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *