A denúncia chegou às mãos de um Homem da Lei

 

Podemos começar essa narrativa dizendo que o CRIME NÃO COMPENSA e que mentira tem perna curta. O que desencadeou a descoberta das ações criminosas da quadrilha que Vendia e Falsificava os Alvarás em Armação dos Búzios, foi uma denuncia protocolada na 127ª DP realizada pelo Policial Civil Allan Gayoso em setembro de 2018. Na época Allan Gayoso estava cedido a Prefeitura de Búzios, mas não era o Coordenador de Postura, mas foi ele, Allan Gayoso que levou as vítimas ao MP, é bom registrar que nesse momento foram três alvarás fraudulentos.

Em 13 de maio de 2019, Allan Gayoso já como Coordenador de Postura recebe alguns procedimentos do Gabinete do então Prefeito em exercício Henrique Gomes, via o secretário Municipal Geraldo Borges e Allan Varella para averiguar alguns estabelecimentos comerciais que apareciam como suspeitos em termos de Alvarás, e dando prosseguimento ao trabalho investigativo surgiram novas praticas criminosas que foram encaminhadas ao Ministério Público e a 127ª DP. Essa investigação tem início em setembro de 2018.

Allan Gayoso informa que os fatos descobertos foram levados ao ‘conhecimento do secretário Municipal Geraldo Borges, que imediatamente determinou total a finco na apuração dos fatos, que resultou na 1ª Fase da Operação Plastógrafos e na 2ª Fase da Operação Plastógrafos. Temos que registrar aqui que o sucesso é de toda uma equipe envolvida; a saber, a equipe de Posturas comandada pelo então Coordenador de Postura Allan Gayoso, e demais funcionários públicos.

É bem verdade que políticos oportunistas estão tomando para si, a autoria dos fatos acima descritos e relatados com fins eleitoreiros, mas a VERDADE sempre irá prevalecer e como jornalismo e política se faz com Verdades, estamos aqui deixando registrados.

E pelo que levantamos a 3ª Fase da Operação Plastógrafos chegará a nomes ainda mais conhecidos na cidade, se na primeira Fase o nome que causou foi o do Chefe de Gabinete do prefeito André Granado – Lorram da Silveira e a segunda fase levou preso Maurício Rodrigues de Carvalho do Nascimento, Thiago Silva Soares, Weliton Quintanilha de Souza, o Ginho, Jonatas Brasil Rodrigues da Silva, o John John e Henrique Ferreira Pereira, o Japonês (ainda foragido); a terceira fase promete nomes ainda mais relevantes nesse caso criminoso intitulado; “Quadrilha dos Falsos Despachantes”.

 

Entrevista com Allan Gayoso

enfasebuzios – Foi você quem em primeiro momento atuou no caso?

Allan Gayoso –  Sim eu fiz a primeira denuncia na 127ª DP de um pedido de vantagem para obter o alvará em setembro de 2018, pois as vitimas são meus vizinhos, e levei as vítimas também ao Ministério Público para formalizar as denuncias, pois foram três (03) alvarás.

 

enfasebuzios – Quando você assumiu a Coordenadoria de Postura as investigações continuaram?

Allan Gayoso – Assumi a postura em 13 de maio de 2019, recebi alguns procedimentos do Gabinete via Geraldo Borges/Allan Varella e nosso prefeito Henrique Gomes para averiguar alguns estabelecimentos comerciais, e assim, dando prosseguimento ao trabalho surgiram novas praticas criminosas que foram encaminhadas ao MP e a 127ª DP.

 

enfasebuzios – Como se dava a pratica e as ações criminosas e o que pretendiam?

Allan Gayoso – Após um trabalho de investigação realizado por mim e nossa equipe de Posturas, contando ainda com a colaboração do nosso Secretário de Segurança Pública e Companhia, conseguimos desmantelar uma quadrilha de falsos despachantes. Esses grupo tinha como objetivo a retirada de alvarás fraudados com outras numerações, como por exemplo, processos que nada tinham a ver com aquele alvará. Essa fraude estava lesando os nossos contribuintes e permitindo o enriquecimento dessa quadrilha, já que eles solicitavam altos valores para a retirada dos alvarás.

 

enfasebuzios – Eles agiam sozinhos ou é possível o envolvimento de mais agentes públicos nessas ações criminosas?

Allan Gayoso – Importante ressaltar que o nosso setor de inteligência percebeu que existe a suspeita de agentes públicos envolvidos nesse esquema. Isso tudo afeta em muito a nossa população buziana, que honra o pagamento de seus impostos junto a prefeitura.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *