O Exército Brasileiro contra atacou! Você sabia?

ATAQUE DA FARC

Em 26 de fevereiro de 1991, um grupo de cerca de 40 guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que se autodenominava “Comando Simon Bolívar”, adentrou o território brasileiro, próximo à fronteira entre Brasil e Colômbia, as margens do Rio Traíra, no Estado do Amazonas, e atacou de surpresa o Destacamento Traíra do Exército Brasileiro, que estava em instalações semi-permanentes e que possuía apenas 17 militares, efetivo muito inferior ao da coluna guerrilheira que o atacara. Operações de inteligência afirmam que o ataque foi motivado pela repressão exercida pelo destacamento de fronteira ao garimpo ilegal na região, uma das fontes de financiamento das FARC. Nesse ataque morreram três militares brasileiros e nove ficaram feridos. Várias armas, munições e equipamentos foram roubados.

O memorial do fato foi construído no 8º Batalhão de Infantaria de Selva, em Tabatinga, para homenagear e relembrar os militares brasileiros assassinados.

EXÉRCITO BRASILEIRO CONTRA ATACA

Imediatamente, as Forças Armadas Brasileiras, autorizadas pelo Presidente Fernando Collor de Mello e com o conhecimento e apoio do Presidente colombiano César Gaviria Trujillo, deflagraram, secretamente, a Operação Traíra, com o objetivo de recuperar o armamento roubado e desencorajar novos ataques.

Uma reunião bilateral entre representantes do Brasil e da Colômbia, em caráter de urgência, foi realizada em Letícia, na Colômbia, no dia 9 de março, na qual planos de ação foram discutidos e traçados. Ambas as delegações concordaram sobre compartilhar, de imediato e também ao longo das semanas seguintes, informações sobre atividades subversivas, terroristas ou ligadas ao narcotráfico.

A Força Aérea Brasileira apoiou a Operação Traíra, com seis helicópteros de transporte de tropas UH-1H, seis aeronaves de ataque ao solo AT-27 Tucano e aviões transporte C-130 Hércules e C-115 Búfalo.

 

A Marinha do Brasil apoiou a Operação Traíra com um Navio Patrulha Fluvial, que ficou baseado em Vila Bittencourt, cooperando com o apoio logístico e garantindo a segurança daquela região.

O Exército Brasileiro enviou suas principais tropas de elite: Operadores de Forças Especiais e de Comandos, do então Batalhão de Forças Especiais (atuais 1º Batalhão de Forças Especiais e 1º Batalhão de Ações de Comandos), e também militares do, então, 1º Batalhão Especial de Fronteira (atual 8° BIS), para atacar a base guerrilheira que se encontrava em território colombiano, próxima à fronteira. Também deram apoio militares do 1º Batalhão de Infantaria de Selva, Batalhão Amazonas, principal Unidade do Comando Militar da Amazônia. O Comando de Aviação do Exército se fez presente fornecendo o meio de transporte utilizado pelos combatentes empregados na missão: 4 helicópteros de manobra HM-1 Pantera e 2 helicópteros de reconhecimento e ataque HA-1 Esquilo.

RESULTADO VITORIOSO

O saldo da Operação Traíra foi de 62 guerrilheiros mortos, inúmeros capturados e a maior parte do armamento e equipamento recuperados.

Desde então, nunca mais se soube de invasões das FARC em território brasileiro, assim como ataques a militares brasileiros.

NOTA DO EDITOR 

É bom registrar que os guerrilheiros da FARC são em sua grande maioria filhos de guerrilheiros nascidos na selva, e com uma característica de nunca ter vivido fora da mata. Suas ações contra o que entendem como inimigos são letais, porque foram criados desde criança para agirem dessa forma.

Esses fatos estão ganhando publicidade agora devido aos anos e a liberdade conquistada nos atuais dias de podermos noticiar ações que antes eram confiscadas ao sociedade brasileira para que a mesma não nutrice o Orgulho pelo Exército Brasileiro. Reafirmo que a maior parte da sociedade brasileira não sabe desses fatos, porque nos é escondido tudo que pode nos causar orgulho de sermos brasileiros.

Todos os anos, em 26 de fevereiro, o Exército Brasileiro realiza homenagens aos Heróis que tombaram defendendo nosso território brasileiro.

Nenhuma rede de TV ou mídia oficial, fez questão de divulgar este fato.

Grupo de Patrulhamento do Exército Brasileiro

Exercito Brasileiro na mata

Imagens da Ação da Operação Traíra em 26 de Fevereiro de 1991

Imagens da Ação da Operação Traíra em 26 de Fevereiro de 1991

Imagens da Ação da Operação Traíra em 26 de Fevereiro de 1991

Imagens da Ação da Operação Traíra em 26 de Fevereiro de 1991

Imagens da Ação da Operação Traíra em 26 de Fevereiro de 1991

Imagens da Ação da Operação Traíra em 26 de Fevereiro de 1991

Imagens da Ação da Operação Traíra em 26 de Fevereiro de 1991

 

FONTE: https://brasilsoberanoelivre.blogspot.com/2017/02/26-de-fevereiro-de-1991-farc-ataca-de.html, e militares que enviaram e participaram dados para a construção dessa matéria.

 

O prazo para o alistamento no serviço militar em 2021 já iniciou. Os jovens brasileiros que completam 18 anos em 2021 devem fazer o registro na página oficial do alistamento ou pessoalmente na Junta de Serviço Militar mais próxima da residência. O prazo vai até 30 de junho. A prestação de serviço militar tem duração de 12 meses. As inscrições online podem ser feitas pelo site alistamento.eb.mil.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *