Daphny Jhúlia Capa

Daphny Jhúlia Ferreira da Silva

Minha Filha do Coração

Quando eu a conheci, ela tinha acabado de fazer um aninho de idade, no dia 02 de novembro de 2006, provavelmente esse dia era algum dia antes do Natal de 2006. Foi na Rodoviária de Cabo Frio, eu tinha ido pegar a mãe dela que chegava para passar um fim de semana em minha casa. Daphny Jhúlia saiu do ônibus 1001 ao colo de sua mãe e ao virar em minha direção e me olhar, deixou saltar um sorriso lindo. Senti por aquela criança um Amor a Primeira Vista.

Depois disso, eu e sua mãe resolvemos viver juntos e essa relação durou cerca de 7 anos. Durante esses anos, eu e Daphny Jhúlia desenvolvemos uma afeição de pai e filha, grande e muito bonita. Daphny era a minha Filha do Coração e eu era para ela seu pai. Nos amamos muito, era uma relação tão forte e bela que as pessoas ficavam maravilhadas. Entre praias, festas, escola e restaurantes tivemos sempre um convívio de muito amor e felicidade mútua.

Nesses sete anos fui para Daphny seu pai de verdade, ela não conhecia seu pai biológico; eu era o seu “pai do coração” expressão que sempre fiz questão de ensinar e explicar para ela.

Veio a separação minha com a mãe dela, e eu e Daphny Jhúlia ficamos distantes entre Rio de Janeiro e Armação dos Búzios. Isso aconteceu no fim do ano de 2012. A partir desse período, passei por dificuldades financeiras entre os anos de 2013 até meados de 2015, o que impossibilitou um possível encontro pessoal entre eu e minha “filha do coração”; mas que era suprido por inúmeras ligações telefônicas e por presentes nas datas festivas como: Natal, Pascoa, Dia das Crianças e Aniversário.

Daphny Jhúlia tem minha promessa, e seria de muito agrado meu que ela fizesse o curso de Comunicação Social, curso esse que me propus a custear (se possível) e dependendo do andamento do mundo de mídias, passaria para ela a titularidade da minha Revista ênfase.

No Ano de 2010, por entendimento dos seus pais biológicos, fomos obrigados a não nos falar mais; mas com toda certeza um dia estaremos frente a frente para podermos reviver sete anos de muitas felicidades. Ela sempre será minha FILHA DO CORAÇÃO.

 

Fotografias:

Daphny Jhúlia

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *