Theo Elizio

Théo Elízio da Costa Gomes de Figueiredo

VITÓRIA PELAS MÃOS DE JESUS CRISTO DE NAZARETH

Eu e minha esposa July aguardávamos o nosso filho para dezembro, provavelmente para nascer entre 08 de dezembro a 31 de dezembro, quando completaria 40 semanas; se os cálculos estivessem errados Théo Elízio nasceria no início de janeiro, tipo dia 09 de janeiro…

Dia 10 de novembro fomos fazer a Terceira Ultrassom, a tal 3D, para vermos os olhinhos e etc, não tirei horário de almoço, por causa do exame que estava marcado para as 15:30 no Policlínica de Manguinhos e não sei se teria tempo para retornar ao expediente.

Tudo ocorria de maneira satisfatória e vivíamos muito felizes com a gravidez de July. Naquela tarde esperamos pela nossa hora rindo e tranquilos. Quando a doutora nos chamou entramos na sala e me coloquei a filmar com o celular as imagens da ultrassonografia. De repente a doutora se mostrou preocupada e nos informou que o batimento cardíaco do bebê estava a 86 quando deveria ser no mínimo de 144 e que July tinha pouco liquido para o bebê. Deveríamos ter nos preocupado, mas a ficha não caia. Fomos para o Hospital com encaminhamento da médica. Chegamos ao hospital, Rodolpho Perrisé e fomos a recepção e esperamos ser chamados. Fomos chamados e para nossa alegria e surpresa o médico que estava para nos atender era o Dr. Luiz Arthur obstetra, que ao olhar o laudo que a doutora me entregara, me avisou para eu ir buscar a roupa para a July e o bebê porque à levaria ao procedimento de cesariana de urgência.

Sai dali meio desnorteado, Imediatamente liguei para o amigo Dr. André Granado (que é médico e prefeito) e passei o quadro. Liguei para a mãe de July e para sua prima e fui busca-las em casa para virem comigo ao hospital.

Em resumo: às 7:00 horas do dia 10 de novembro nascia nosso filho Théo Elízio em um parto denominado com “sofrimento de morte uterina”, veio ao mundo com a habilidade de um obstetra que nem conhecia direito, de uma equipe fantástica (como me relatou July), mas necessitando com urgência de uma UTI Neonatal (Unidade de Tratamento Intensivo).

O pediatra do hospital Dr. Luís Lopes, me informou dos procedimentos de transferência, e que só a Central do SUS poderia fazê-la. Novamente fiz contato com o Dr. André que me disse: – Já entrei em contato com o Dr. Wakinin, fique tranquilo. Essas palavras me aliviaram em muito. Eu sabia que tudo estava nas Mãos de Deus, a quem eu já havia em oração passado toda a minha angustia.

O Dr. Wakinin me ligou mais tarde e me informou que havia conseguido transferência para uma clinica em Cabo Frio as 9:00 da manhã. Fui para casa, depois de deixar uma manta e uma toalha de banho de bebê, daquelas que tem um capuz com a enfermeira. Chegando em casa me coloquei a resolver as coisas de casa, isso já tinha como horário 22 horas e alguns minutos. Quando em fim me coloquei para deitar e dormir o Dr. Luís Lopes me ligou informando que meu filho estaria sendo transferido para Macaé em uma ambulância do Corpo de Bombeiros e que eu precisaria assinar os documentos de transferência. Imediatamente sai de casa, peguei a prima de minha esposa para ir comigo a Macaé, pois resolvi que iria seguindo a ambulância. Faltava pouco para as duas horas da manhã.

Cheguei ao Hospital Rodolpho Perissé acompanhada de Géssica e percebi que a ambulância do Corpo de Bombeiros já estava na saída da Emergência, estacionei o meu carro e corri para a ambulância, o bombeiro motorista do veiculo me informou que não iria correndo e lhe informei que o seguiria. Nisso percebo o meu filho vindo dentro da UTI móvel da ambulância, ao seu lado vinha a médica e enfermeira do Corpo de Bombeiros, o Dr. Luís Lopes, minha Sogra e mais algumas pessoas que não olhei bem, pois na aproximação com o Dr. Luís Lopes que me estendia os documentos para que eu assinasse, minha atenção voltou-se toda a ele, e lhe perguntei se era um quadro grave e com risco; ele me respondeu: – Sim é gravíssimo e corre risco sim. Assinei os devidos documentos e em companhia da prima de Géssica nos colocamos a seguir a ambulância para Macaé.

Jesus Cristo de Nazareth havia me abençoado com os médicos que estavam envolvidos, desde o Dr. André, Dr. Wakinin, Dr. Luís Arthur, Dr. Luís Lopes e toda a equipe de anestesia e enfermeiros que ali trabalharam, para que minha esposa e meu filho estivessem vivos. Sem desmerecer ninguém, o meu filho carecia ainda de outro e decisivo milagre, e esse era a UTI NEONATAL NICOLA ALBANO com toda sua estrutura em aparelhamento de ultima geração, bem como um quadro de PEDIATRAS e enfermeiros que só posso classificar de excelentes. Deus é sempre com cada um daqueles que formam a equipe da UTI Nicola Albano.

Ao chegar em Macaé na UTI destino, fui tranquilizado pelo sorriso da médica da ambulância do Corpo de Bombeiros para a pediatra da UTI Dra. Carolina e pela informação que trocaram. Meu filho entrou na madrugada do dia 11 de novembro de 2017 e teve alta dia 03 de dezembro de 2017.

Hoje, dia 08 de Dezembro, meu aniversário, minha esposa me presenteou com meu filho! E quero agradecer a todos os envolvidos, aos amigos que estenderam seu carinho, aos médicos Dr. André, Dr. Wakinin, Dr. Luís Arthur, Dr. Luís Lopes, Dra. Karolline Barreto Batista, Dr. Felipe Arcênio, Dr. Alfonso Pena, Dra. Ana Claudia Garcia Zamith, as recepcionistas/fotografas Amanda Tomaz e Leandra Souza, aos farmacêuticos da Nicolau Albano, a médica do Corpo de Bombeiros que não guardei o nome, a todos os enfermeiros envolvidos, aos anestesistas que atenderam a minha esposa, a Géssica Sant’anna que me acompanhou naquela madrugada ao amigo Ronald Pantoja que esteve em orações e me foi extremamente irmão desde o início, enfim recebam o meu muito obrigado mesmo. Serei eternamente grato.

Hoje Théo Elízio está com mais de quatro meses, ontem fomos a pediatra, uma crinça perfeita e fantástica, super de bem com a vida, sempre rindo, suas medidas ontem foram 62 centimetros com 7.715 Kg. Uma criança grata a Deus e a todos que partticiparam de sua vitoriosa luta pela vida.

Meu Deus Vivo, Jesus Cristo de Nazareth, Meu Salvador e Criador, Meu Deus de Amor e Fiel Pai, muito obrigado; minha alma lhe pertence, minha vida lhe pertence és minha fortaleza.

.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *