OPINIÃO

Na atualidade não cabe mais velhos jargões na política. Os coronéis do passado dividiam o povo em os que são meus e os que não são.

Até ontem os desacordos ou desentendimentos políticos desgastados pelo tempo ou por divergência, foram rotulados de traições. Tudo bem que os que pararam no tempo com boa oratória e discurso ainda usam do termo traíra para condenar ou criticar opositores.

De Bolsonaro para frente o tempo será novo, com a visão ampliada e capaz de observar a discordância normal entre o ser humano e também a mudança de movimentos, uma vez que político é como nuvem, hora aqui, hora ali…

Somos todos livres e temos que agarrar a LIBERDADE de poder mudar de político a qualquer hora, desde que o mesmo não esteja mais atendendo as aspirações de um ou de tantos. CABRESTO é o jargão de te prender a um político ou grupo político.

É a ofensa difamatória que espero em novo tempo verde e amarelo e de Ordem e Progresso possa levar o acusador aos tribunais. Vejo na atualidade, muitos apontando o dedo para a ou b, mas a mim, que sou conhecedor dos movimentos de perto, prefiro dizer que escolhas partidárias levaram os homens a se colocarem em caminhadas paralelas. Afinal, isso é política democrática, porque ao contrário, seria um autoritarismo de cunho dos coronéis que com CABRESTO prendem os seus como escravos…

Entendo que o Dr. André Granado, em sua gestão é livre para mudar seu secretariado a bom gosto e tempo. Como gestor tem tal liberdade, o que demonstra claramente sua idoneidade, não estando ele preso a nenhum acordo nada republicano.

Em determinado momento de seus seis anos de gestão, entendo normal o desgaste e as divergências. Não vejo nada que cause qualquer dano a sua gestão, e com certeza, não entendo que tenha ocorrido nada de grave para as movimentações, apenas entendo, que posições se direcionaram de forma paralela e dentro do grupo político, o que claramente obriga acontecer separações.

Com toda certeza, eu que trabalhei na Comunicação do Gabinete, sai para tratar de assuntos particulares, mas entendo que a gestão é perfeita para um Projeto Búzios, nunca antes existido nessa cidade.

Em minha plena liberdade de comunicar e noticiar, só posso até aqui fazer essa colocação, uma vez que minha pequenez não me permite saber dos motivos e detalhes internos da gestão municipal. Sei também pelas notícias e as declarações da ruptura entre o prefeito e o vice-prefeito, da ruptyra dentro de um grupo político que gostava e valorizava. É certo, que em um certo momento a poeira irá baixar e veremos como ficarão as coisas.

PB Papelaria

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *