Calúnia e Difamação é Crime

A ação movida pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein contra o militante de esquerda José de Abreu, vulgo Zé de Abreu, por declaração caluniosa em rede social, a qual acusava de forma ofensiva o Hospital de ter arquitetado junto ao Serviço de Inteligencia do Estado de Israel o atentado a facada no então candidato a presidencia da República Jair Messias Bolsonaro. O hospital alegou, em síntese, que teve sua reputação atingida em razão de postagem ofensiva publicada pelo militante no Twitter.

O Hospital Israelita Albert Einstein teve sua reputação atingida em razão da ação do militante de esquerda no Twitter.

Diz a entidade que o texto, publicado em 1/1/19, é alusivo ao atentado sofrido pelo então candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, ocorrido na cidade de Juiz de Fora/MG.

O militante de esquerda, muito conhecido através de serviços em televisão, Zé de Abreu, manteve em sua defesa  que a prova de tais conclusões seria a vinda do primeiro-ministro de Israel para posse do presidente. Por essa calúnia e difamação foi condenado em 1º grau a indenizar o hospital em R$ 20 mil por danos morais.

A 3ª câmara de Direito Privado do TJ/SP negou provimento ao recurso de apelação do ator.

Na época recuperado Bolsonaro irroniza a esquerda, e o militante desesperado vendo suas ações o levando a várias condenações.

Processo: Rcl 50.653

Fonte: Migalhas.com.br – 14/04/2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *